O designer japonês Hiroyuki Tabuchi apresentou no CEATEC 2009 um protótipo de celular que imita a superfície em que é colocado. O designer nomeou o protótipo de Chamelephone.
Usando um monitor LSD indeterminado, se for deixado sobre uma mesa, o celular parece adotar a cor do material e se mistura quase perfeitamente com a superfície.
Mas se o aparelho se harmoniza com a superfície onde é colocado, então ele se torna invisível até mesmo para o dono, certo? Certo e errado, o Chamelephone realmente fica quase invisível para o próprio usuário, mas o designer pensou na hipótese de perderem o celular facilmente e portanto adicionou um ponto da marca em um canto do aparelho, com isso fica fácil de identificar o celular assim que você olha para ele.

Fonte: Japan Trends