You are currently browsing the tag archive for the ‘Gebhard Sengmüller’ tag.

Very Slow Scan Television (VSSTV) por Gebhard Sengmüller é um novo formato de televisão que desenvolveram baseando-se no Slow Scan Television (SSTV), um sistema de transmissão de imagem usada por rádio amador.

VSSTV usa esses histórico transmissor a partir deste sistema público de televisão e plástico-bolha regular para a construção de um sistema analógico: Assim como um tubo de raios catódicos mistura as três cores primárias para criar várias matizes, VSSTV utiliza um traçador, como máquina para preencher as bolhas individualmente com uma das três cores primárias CRT, transformando-os em pixels na tela VSSTV “.

Imagens de televisão de grande porte com uma taxa de 1 frame por dia é o resultado, as imagens que levam a idéia de varredura lenta ao extremo.

Gebhard Sengmüller em colaboração com Franz Buchinger, criaram uma câmera obscura eletrônica.

Uma escultura interativa, que captura e exibe imagens, de um lado está uma câmera feita de 2.500 sensores de foto, que são montados em uma placa de até 1 metro, do outro lado há o monitor feito com 2.500 lâmpadas para exibir a imagem capturada.

Entre cada sensor e lâmpadas há um fio de cobre de 3 metros de comprimento.

A escultura se chama Imagem Paralela e o resultado é esse que você vê abaixo:

O que você viu

abril 2017
D S T Q Q S S
« jan    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

RSS Duas Perdidas

  • Instagram.me 05/04/2012
    Sobre a poesia que a gente vive. Tem muita gente xarope que fala mal do Instagram, das fotos que ficam todas iguais, que parecem antigas, que é pastiche e nanan. Falaram que o Photoshop acabaria com a verdade e sentimento da fotografia, e ele tá aí né minha gente! Pensar o cotidiano em fotografias, em […]
    duasperdidas

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 5 outros seguidores